in

Má gestão das promoções pode fazer perder 35% dos gastos planificados

Uma investigação da Sapio Research para a Zetes indica que estão a perder-se 35% dos gastos planificados devido à má gestão das promoções.

40% dos consumidores já tiveram, em determinada altura, problemas com as promoções e, destes, 45% assegura que decidiu não comprar o produto posteriormente. Além disso, mais de um terço dos consumidores inquiridos assegura que o artigo em promoção especial que queriam comprar estava esgotado, o que representa um custo muito elevado para os retalhistas, já que, em muitas ocasiões, os clientes decidem abandonar a busca do produto.

Por outro lado, o estudo revela também que 62% dos retalhistas admitem não ter acesso a informação em tempo real sobre a disponibilidade do produto e 72% carece da capacidade adequada para alertar os clientes sobre um problema de cumprimento das encomendas ou entregas durante o período de compra. Por isso, há consumidores que abandonam carrinhos de compras inteiros, seja na loja física, seja online.

Paralelamente, 92% dos consumidores acreditam que é importante receber atualizações do estado da entrega, mas menos de um terço dos retalhistas fornecem dados precisos durante as horas de maior afluência. “Proporcionar uma oferta e experiência uniforme em todos os canais será fundamental para maximizar o potencial de vendas durante os períodos de maior atividade comercial”, assegura Gareth Thomas, consultor em retalho da Zetes. “Uma vez que as vendas e as promoções são um fator chave para que os clientes comprem durante os períodos de pico, o impacto num retalhista que não garanta que os preços e promoções estejam atualizados é elevado, já que não só estão a perder vendas, como também poderão ver afetada a reputação da marca. Em última instância, os retalhistas devem oferecer aos consumidores o produto correto ao preço correto, mas também assegurar-se que possam aceder ao mesmo no momento e local corretos”, conclui.

Publicidade

SIMAB formaliza na Grécia coordenação de Gosto do meu mercado

ASAE efetua a maior apreensão de sempre em numerário em combate à contrafação