in

Consumidores não entendem realmente a inteligência artificial

Embora o segmento de retalho abrace a inteligência artificial, o consumidor ainda é um pouco cauteloso e não compreende completamente a tecnologia, de acordo com um estudo da PointSource.

Os consumidores estão um pouco confusos sobre o funcionamento dos chatbots e, portanto, não estão a adotar plenamente a inovação. No entanto, quando a inteligência artificial está “em jogo”, 49% dos “shoppers” estão dispostos a comprar mais e 34% gastará mais dinheiro, de acordo com o relatório “Finding Common Ground Between Consumers and Artificial Intelligence”, que entrevistou 1.000 consumidores norte-americanos.

Os serviços, como recomendações da Amazon e o Facebook Ads, fizeram um bom trabalho para preparar as pessoas para a ideia de inteligência nas suas vidas quotidianas, normalizando através de experiências digitais contínuas que, em última instância, ocorrem sem que o utilizador perceba“, afirma Barry Pellas, CTO da PointSource e vice-presidente de tecnologia do AI Studio. “No entanto,  também criou uma lacuna na forma como os consumidores entendem a tecnologia. As empresas estão a investir milhões de dólares na inteligência artificial e chatbots com o objetivo de melhorar a experiência do cliente, mas todo esse esforço é inútil se o consumidor não compreender“.

Publicidade

Ceconomy testa conceito de lojas sem caixas em março

7 em cada 10 compradores pesquisam online mas compram nas lojas físicas