in ,

Auchan, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e Nudge Portugal unidos no combate à obesidade infantil

Projeto recorre à arquitetura de escolha para estimular os consumidores a fazerem escolhas mais saudáveis no momento da compra

A Auchan Retail Portugal e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) vão unir esforços para combater a obesidade infantil, através do recurso à intervenção na arquitetura de escolha, conhecida como Nudging. O projeto visa impactar as escolhas alimentares dos clientes da marca, com o propósito de induzir melhores tomadas de decisão relacionadas com a alimentação de crianças e jovens, especialmente no que respeita os lanches que as crianças levam para a escola.

A iniciativa vai envolver, em paralelo, a realização de um teste de intervenção Nudging, pela Nudge Portugal, também parceira neste projeto, de promoção de hábitos alimentares saudáveis, junto de um grupo de crianças acompanhadas pela SCML.

 

Nudging

A arquitetura de escolha tem como base a economia comportamental e, no geral, procura organizar os espaços e ambientes em que as pessoas interagem, de forma a conduzir positivamente as suas decisões e, em consequência, a sua produtividade e bem-estar.

Esta parceria entre a Auchan e a SCML tem como objetivo principal melhorar a composição nutricional dos lanches das crianças e adolescentes, refeições em que habitualmente são consumidos alimentos com pouco valor nutricional, hipercalóricos e com elevado teor de sal, açúcar e gordura, através de um processo de influência das escolhas dos pais e das crianças.

 

Focus Groups

Numa primeira fase será realizado um estudo, através da realização de focus groups com crianças e com pais que preparam, com regularidade, os lanches que os seus filhos levam para a escola. Desta forma, será possível obter um diagnóstico mais robusto, que permitirá conhecer o impacto do projeto em crianças em idade escolar, envolvendo a dupla de “decisores” pais e filhos, dentro e fora do contexto de supermercado.

A iniciativa será desenvolvida com recurso à concetualização, implementação e estudo do impacto de novos produtos, assim como pequenas alterações nos materiais de comunicação utilizados na abordagem aos consumidores, os chamados nudges, que irão influenciar o julgamento, escolha ou comportamento das pessoas, de uma forma previsível, para que, a partir daí, seja possível definir melhores práticas.

Numa fase posterior, estas práticas poderão ser alargadas a todas as lojas Auchan e a todos os jovens e respetivas famílias, acompanhados pela SCML. “Enquanto militante do são, a Auchan procura desenvolver projetos e parcerias que permitam melhorar a vida dos seus clientes, bem como das comunidades onde está inserida. Com esta iniciativa, acreditamos poder definir e adotar melhores práticas que contribuirão para que os nossos clientes façam escolhas melhores e mais saudáveis, que, neste caso em particular, irão garantir uma melhoria global da qualidade nutricional dos lanches dos mais jovens e ajudar a prevenir a obesidade infantil”, sublinha Paulo Monteiro, diretor de responsabilidade social e corporativa da Auchan Retail Portugal.

 

Obesidade

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a obesidade infantil é um dos mais sérios desafios de saúde pública das sociedades ocidentais. Em 2019, 38 milhões de crianças com menos de cinco anos eram obesas ou apresentavam excesso de peso.

Em Portugal, no mesmo ano, apesar dos indicadores apresentarem um decréscimo, 29,6% das crianças revelava excesso de peso e 12% obesidade.

Publicidade

Três vinhos do Porto da Quinta da Côrte avaliados acima dos 90 pontos pela Wine Spectator

Hisense 65U8GQ foi eleita a melhor TV familiar pela EISA