in

70% dos produtos alimentares num supermercado são ultra processados

70% dos produtos alimentares comercializados num supermercado são altamente processados, concluiu uma investigação da Foodwatch Holanda.

A organização recolheu uma amostra de 651 produtos das cadeias de supermercado mais importantes daquele país, incluindo Lidl, Jumbo e Albert Heinj, para conduzir esta investigação

De acordo com a Foodwatch, estes produtos ultra processados são preparações industriais comestíveis que incorporam vários ingredientes, submetidos a processos como a hidrólise das proteínas, a hidrogenação, a refinação das farinhas, etc. Contam com um elevado número de aditivos, como corantes, conservantes, emulsionantes e intensificadores do sabor, matérias-primas refinadas e elevado conteúdo de açúcar, gorduras saturadas e sal.

Os produtos incluídos na amostra foram divididos em quatro categorias, incluindo alimentos crus ou ligeiramente processados, como as frutas, ovos ou leite, ingredientes processados, como óleos ou sal, alimentos processados, como as conservas, charcutaria, produtos de padaria e pastelaria, e produtos altamente processados, como os cereais de pequeno almoço, batatas fritas, sopas instantâneas, sobremesas ou pratos preparados, entre outros. 459 enquadra-se nesta última categoria e apenas 16%, ou 106 produtos, nos frescos.

A Foodwatch destaca a elevada presença de açúcar nos alimentos altamente processados (em 350 dos 459). Por outro lado, 65% contém elevadas quantidades de sal.

Publicidade

Bricomarché celebra 19 anos em Portugal

Veículo de condução autónoma da Ford entrega pizzas da Domino’s