in

Tony’s Chocolonely chega ao mercado português

Tony's Chocolonely

A Chef Sam, empresa com origem em Barcelona e que se dedica a apoiar marcas no seu processo de internacionalização, anuncia o acordo alcançado com a Tony’s Chocolonely para a distribuição e comercialização exclusiva no sul da Europa de toda a sua gama de produtos.

Em Portugal, a empresa já tem vindo a desenvolver projetos com os seus parceiros Pastoret, Oatly, Sambazon, Proper e está, atualmente, a preparar a entrada em novas categorias.

Tony’s Cholonely é a principal empresa holandesa de chocolates, líder no seu país e uma referência na Europa. Segundo o comunicado, a principal razão para este sucesso está no facto de produzir tabletes de chocolate com uma missão social poderosa: pioneira na luta ativa contra a escravatura e o trabalho infantil na cadeia de fornecimento de cacau da África Ocidental.

 

Rastreabilidade completa

Em pleno século XXI, estima-se que 1,56 milhões de crianças estejam a trabalhar na colheita de cacau e 30 mil pessoas em condições de escravatura. Isto acontece em plantações de cacau na Costa do Marfim e no Gana, onde 60% do cacau mundial é produzido.

Nascida em 2005 por iniciativa de um jornalista holandês, a Tony’s Chocolonely definiu a missão de que toda a cadeia de valor do chocolate seja livre de trabalho escravo, com uma rastreabilidade completa do mesmo.

A marca refere que isto faz-se “pagando ao agricultor um preço muito acima da referência ‘fair trade’ e comprometendo-se, a longo prazo, a desenvolver as suas plantações de cacau em qualidade e produtividade“.

Inovadora na sua mensagem, na embalagem e também no interior, trata-se da a única tablete em que o chocolate está dividido em pedaços irregulares. Esta forma representa a mensagem que quer passar, para que o consumidor se lembre da desigualdade da cadeia de valor do produto.

Tetra Pak

Tetra Pak introduz polímeros reciclados certificados nas embalagens

vinhos

Vinhos do Alentejo lançam campanha de apoio a produtores e restauração da região