in

Panidor ganhou 5 prémios “Sabor do Ano” em 2018

A Panidor, empresa de capitais 100% portugueses, ganhou o prémio “Sabor do Ano 2018” em Portugal com o Romeu e Julieta, o seu mais recente produto de pastelaria da sua gama de folhados.

O folhado Romeu e Julieta, vencedor do prémio em Portugal, é um folhado de inspiração brasileira com uma conjugação de sabores como o queijo creme e a goiabada.

Em França, o Sabor do Ano foi entregue ao Pão de Abóbora e Nozes, um produto de qualidade premium que conjuga dois ingredientes tradicionais como as abóboras e as nozes e que juntos dão corpo a um pão com caráter e sabor intenso.

Mas foi no país vizinho, Espanha, que os produtos da Panidor arrecadaram o maior número de prémios. Os jurados premiaram o croissant de manteiga que, “seguindo as mais rigorosas receitas francesas e contando com os melhores ingredientes, dos quais se destaca a qualidade da manteiga de origem francesa”. Por sua vez, o Pão de Centeio Redondo com Massa Madre, que se afirma como o principal produto da nova linha de padaria de Massa Madre. A Panidor recuou no tempo e trouxe para o presente uma técnica ancestral de fermentação que, sem recorrer a aditivos químicos, promove o crescimento e maciez das migas do pão. O resultado é um pão mais nutritivo, de mais fácil digestão e fresco por mais tempo. Tal como aconteceu em França, também em Espanha o Pão de Abóbora e Nozes foi premiado.

Estes prémios são de extrema importância para nós, pois atestam a qualidade do trabalho que tem sido desenvolvido na criação de produtos diferenciadores e inovadores. Dão-nos ainda uma motivação extra para fazermos mais e melhor para continuarmos a satisfazer os nossos clientes. O facto destes prémios terem sido ganhos em vários países, vem reforçar o reconhecimento internacional de uma marca que cada vez mais se afirma no mercado como uma marca que alia inovação e qualidade com mestria”, afirma João Matias, diretor de Marketing, Panidor.

Publicidade

Estudo da OCDE e da FAO prevê uma desaceleração na demanda por alimentos

Vendas do retalho na Europa permanecem inalteradas