More stories

  • Prioridades financeiras
    in

    Prioridades financeiras dos portugueses afetadas pelo Covid-19

    O novo coronavírus também veio alterar as prioridades financeiras de 78% dos portugueses, conclui um novo estudo do banco digital N26. As preocupações com a saúde (55%) e a dos entes queridos (47%) são, ainda assim, prioritárias, seguidas pelas preocupações com a família (46%) e financeiras (38%) e ainda com a segurança do emprego (26%). […] Saber mais

  • in ,

    Quase metade dos consumidores do Reino Unido tem medo do impacto do Brexit nas finanças pessoais

    Cerca de 48% dos consumidores britânicos citaram o Brexit como a sua maior preocupação em relação às suas finanças pessoais em 2019. A pesquisa feita pela NatWest e pela Retail Economics descobriu que 13% dos entrevistados consideram que uma economia mais fraca afetaria as suas finanças. Dois quintos (41%) disseram que esperam que as suas […] Saber mais

  • Publicidade

  • in

    Portugueses ainda não entendem conceitos financeiros

    Os consumidores podem já ter ouvido falar da maioria dos conceitos financeiros, mas não sabem realmente o que significam. As expressões mais conhecidas dos portugueses são os juros e a Euribor e, ainda assim, não chega a metade a percentagem de inquiridos que sabe o que são estes dois conceitos (49% e 45%, respetivamente). Estas […] Saber mais

  • in

    Maioria dos portugueses já sentiu dificuldades no pagamento de contas

    Mais de metade dos portugueses (58%) afirma já ter tido dificuldades em lidar com as contas mensais, revela o estudo do Cetelem sobre literacia financeira. Nas classes socioeconómicas mais baixas (C2/D), a percentagem de consumidores a sentir dificuldades no pagamento das despesas fixas é ainda maior, chegando aos 67%. Entre as faixas etárias encontram-se também […] Saber mais

  • in

    Um quinto dos portugueses não faz qualquer controlo do seu orçamento

    20% dos consumidores não fazem qualquer gestão do seu orçamento familiar, segundo o estudo Cetelem sobre a literacia financeira dos portugueses. Face a 2014, verifica-se um aumento muito significativo deste aspeto, uma vez que, no ano passado, apenas 2% dos inquiridos confessavam não controlar os seus ganhos e os seus gastos. A análise mostra, ainda, […] Saber mais