Consumo
Foto Shutterstock
in ,

Supers, hipers, farmácias e parafarmácias representaram 54% das compras efetuadas em Portugal na última semana

Na última semana, e em reflexo das medidas seguidas pelo Governo e que têm implicado a permanência de um grande número de portugueses nas suas casas, registou-se uma acentuada quebra do número de transações na rede Multibanco, que diminuíram, respetivamente, 44 a 49 pontos em compras e levantamentos, face à média antes da confirmação do primeiro caso de COVID-19 registado em Portugal.

De acordo com os dados da SIBS, o número de compras e de levantamentos caiu para cerca de metade face à média diária antes do primeiro caso. Esta redução da frequência foi acompanhada de um aumento do valor médio das compras e levantamentos, de 21% e 25%, respetivamente. O peso das compras com MB WAY aumentou relativamente ao registado antes da confirmação do primeiro caso.

Com base nos dados do SIBS Analytics, conclui-se que o número de compras diminuiu na semana entre 16 e 22 de março. Caiu 44 pontos relativamente à média registada antes da confirmação do primeiro caso em Portugal. Já o valor médio das compras na rede Multibanco tem revelado uma tendência progressiva de aumento, na semana entre 16 e 22 de março, para 42,1 euros face aos 37,4 euros (+12,5%) da semana anterior e face aos 34,7 euros (+21%) da média verificada antes da confirmação de casos em Portugal.

Tal como nas semanas anteriores, verifica-se uma concentração de compras em supers e hipermercados e farmácias e parafarmácias, sectores que passaram a representar mais de metade (54%) das compras efetuadas em Portugal na última semana.

Da mesma forma, também o número de levantamentos diminuiu na semana entre 16 e 22 de março. Caiu 49 pontos relativamente à média registada antes da confirmação do primeiro caso em Portugal. Contudo, o valor médio aumentou para 84,5 euros (+25%) face à média de 67,8 euros registada antes do anúncio de casos.

Os dados apresentados refletem ainda um decréscimo das compras de portugueses no estrangeiro, uma redução de 56 pontos na semana de 16 a 22 março, e uma quebra nas compras de estrangeiros em Portugal, uma descida de 69 pontos.

CCEP retira previsões para 2020

ASAE identifica importador e distribuidor de álcool gel por alegada prática de preços especulativos