in

Preço dos alimentos regista maior descida desde 2008

O preço dos alimentos básicos registou em agosto a sua maior descida mensal desde dezembro de 2008, situando-se nos 155,7 pontos, menos 5,2% que em julho.

De acordo com os dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a queda deve-se à descida do preço da energia e à desaceleração da economia chinesa.

No mês de agosto, o índice de preços dos cereais diminuiu 7% face a julho e 15,1% comparativamente ao mesmo período de 2014, com uma média de 154,9 pontos. O óleo vegetal desceu 8,6% face ao mês anterior e atingiu o nível mais baixo desde março de 2009, ao passo que os lacticínios caíram 9,1% e o açúcar retrocedeu 10% face a julho.

A queda dos preços do leite em pó, queijos e manteiga, consequência da redução das importações da China, Próximo Oriente e Norte de África, está na base da descida dos preços do leite. Já a queda do açúcar é atribuída à desvalorização do real brasileiro face ao dólar e às expectativas que a Índia, segundo maior produtor mundial deste produto, se converta em exportador em 2015/2016.

Em contraste com esta tendência geral de queda, os preços da carne mantiveram-se estáveis relativamente a julho, embora estejam 18% abaixo de agosto de 2014, quando atingiram um valor recorde.

Publicidade

Faturação da Henkel cresceu 13,5% no segundo trimestre

Discount vale 10% dos gastos de mercearia no Reino Unido