in

Nestlé destrói massas no valor de 50 milhões de dólares

A Nestlé vai retirar do mercado e destruir massas da marca Maggi, os populares “noodles”, no valor de mais de 50 milhões de dólares, na Índia.

A autoridade de segurança alimentar local disse que os testes aos produtos revelaram que são perigosos, por conterem uma quantidade de chumbo superior à permitida por lei, e acusou a Nestlé de não cumprir com as leis normas de segurança alimentar.

A multinacional suíça, que domina o mercado das massas instantâneas na Índia, com uma quota de 80%, insiste que os produtos são seguros e vai contestar as autoridades em tribunal. Paul Bulcke, diretor geral da Nestlé, pediu para ver os resultados dos testes em laboratório e prometeu o regresso da marca Maggi às prateleiras das lojas muito em breve.

O valor de 50 milhões de dólares refere-se às massas retiradas do mercado, incluindo os stocks das lojas e os armazenados nas fábricas e distribuidores. De acordo com a Nestlé, existirão, ainda, outros custos adicionais que terão de ser contabilizados, referentes ao transporte das massas para os pontos de destruição e os custos inerentes ao processo de destruição em si mesmo.

Publicidade

Quinta do Crasto aposta em garrafas que protegem propriedades do azeite

ANPME integra rede da União de Exportadores da CPLP