in

Mondelèz lança marca Trident na China com vista à liderança mundial

A Mondelèz anunciou planos para lançar a marca global de pastilhas elásticas Trident na China, mercado onde já alcançou algum sucesso com a gama Stride, com vista à liderança mundial.

Apesar da aparente desaceleração do mercado chinês, de acordo com a consultora Euromonitor, parece ainda ser a “galinha dos ovos de ouro” para as empresas mundiais de confeitaria, com a exceção da Lindt. De facto, a Mondelèz está apostada em se expandir na região da Ásia-Pacífico, como demonstra a aquisição, em 2014, do fabricante vietnamita de bolachas Kinh Do, e já revelou que irá adotar semelhante estratégia de compras noutros países da região.

Segundo a Euromonitor, à superfície, as vendas de pastilhas elásticas da Mondelèz aparentam estar sólidas e, entre 2009 e 2014, cresceram globalmente mil milhões de dólares, o que dá uma taxa média anual de 3%. Contudo, na América do Norte e na Europa Ocidental, o desempenho foi negativo, caindo 330 milhões de dólares. Os mercados emergentes e, em particular, a região da Ásia-Pacífico, representam, então, uma oportunidade para este negócio. Desde 2009, as vendas nestas geografias cresceram 1,5 mil milhões de dólares, catalisadas sobretudo pela China.

A Mondelèz já está presente neste mercado com a marca Stride desde 2012, tendo atingido 8% de quota de mercado e estando bem posicionada para ultrapassar a Orion como a segunda maior marca de pastilhas na China em 2015. A Euromonitor considera, assim, que o lançamento da Trident poderá, de algum modo, canibalizar as vendas de Stride, não obstante os sabores das pastilhas das duas marcas responderem a preferências distintas.

Quer a nível mundial, quer na China, o mercado das pastilhas elásticas continua a ser liderado pela Mars, com a marca Wrigley’s, responsável por 34% das vendas globais em valor, em 2014, e com uma quota de 45% no mercado chinês, apesar de ter perdido seis pontos percentuais desde 2009, precisamente graças ao crescimento da marca da Mondelèz. S

egundo a Euromonitor, apesar do primeiro lugar no mercado chinês ser difícil de alcançar a curto prazo, o lançamento da Trident poderá contribuir, ainda mais, para a perda de quota da Wrigley’s. Mais importante ainda, graças à extensa rede de distribuição da Mondelèz e aos seus recursos financeiros, poderá permitir alcançar uma apreciável quota de mercado em pouco tempo, o que dará condições à empresa de se tornar no maior fabricante mundial de pastilhas elásticas, tendo em conta que está a apenas cinco pontos percentuais atrás da Mars.

Publicidade

Sogevinus conquista Ouro no Decanter World Wine Awards 2015

Lavradores de Feitoria apresenta novidades