in

Herdade das Servas enceta lançamento de tintos em 2016

Este ano, a Herdade das Servas estreou-se nos tintos com um dos seus topos de gama, apenas lançado em anos especiais, o Herdade das Servas Syrah Touriga Nacional.

Em nove anos, este vinho apenas viu “luz verde” quatro vezes, precisamente em 2005, ano de lançamento, 2008, 2009 e agora 2013.

A colheita de 2013 do Herdade das Servas Syrah Touriga Nacional Reserva tinto trouxe um vinho límpido, de cor vermelho granado profundo. No nariz os aromas são de ameixa preta madura, mas estão também presentes notas florais de violeta, cacau e pimenta preta. Bem ao estilo deste produtor alentejano, é um tinto estruturado e bastante gastronómico, com acidez e taninos equilibrados num final persistente. Um vinho que pode ser bebido já, mas que ganhará em guarda em local fresco e escuro com a garrafa deitada. Prevê-se uma longevidade entre sete e 10 anos. À mesa pede carnes vermelhas e caça, queijos intensos e enchidos. Deverá ser servido à temperatura de 16.ºC e 18.ºC.

No que toca ao processo de vinificação, as uvas são selecionadas na vinha e, posteriormente, na mesa de escolha à entrada da adega, desengaçadas e maceradas a frio. A fermentação ocorre em lagares com controlo de temperatura e pisa. Concluída a fermentação malolática, o vinho estagiou durante um ano em barricas de segundo e terceiro ano de carvalho francês e americano. Após engarrafamento, repousou em garrafa durante nove meses na cave da Herdade das Servas. Para preservar todas as suas qualidades este vinho não foi estabilizado, podendo naturalmente criar depósito.

O Herdade das Servas Syrah Touriga Nacional tinto 2013 está disponível por um PVP recomendado de 15 euros.

Publicidade

Schweppes Suntory com nova diretora de marketing para Portugal e Espanha

CIN renova identidade corporativa