O Natal é emoção

João Amaral, Co-Managing Director AM Experience Group
João Amaral, Co-Managing Director AM Experience Group

O que põe em movimento o sector do retalho no Natal, seja por motivos religiosos ou culturais, é a troca de presentes, a decoração de Natal, o (re) encontro das famílias em torno de uma mesa farta. No epicentro destas três tradições natalícias está aquilo que nos torna humanos: a intenção de gerarmos uma emoção positiva, uma experiência memorável em torno desses momentos, algo que preencha de significado e de esperança a nossa existência.

É por isso que o Natal não é apenas uma época. Natal é, acima de tudo, emoção.

O retalho em geral, seja nos centros comerciais ou nas ruas de comércio das cidades, vilas e aldeias, tornou-se no centro logístico desta celebração em todo o mundo cristão. Mas o desafio para estes locais está, cada vez mais, em conseguir transformar uma simples ida às compras numa experiência familiar, geradora de memórias, que alimente uma conexão emocional.

 

Decoração de Natal Braga

 

Ativação

Como ativamos esta conexão emocional em espaços comerciais no Natal? Há muitas formas de o fazer, mas uma das mais eficazes é através da luz.

A iluminação decorativa no Natal tem o papel de gerar sensações e emoções de bem-estar. Uma boa iluminação decorativa de um espaço, com bons elementos de design pode, inclusive, alterar o nosso estado de espírito, deixando-nos mais confortáveis, fazendo-nos sentir mais seguros e mais felizes.

Enquanto autores de milhares de projetos de decoração de Natal, em Portugal e Espanha, podemos afirmar que o sector do retalho atribui tanta importância à iluminação de Natal que já não quer escolher peças de catálogos, mas, sim, cocriar projetos à sua imagem, que se adequem e sublinhem a personalidade e o carácter dos espaços, que sejam únicos. A iluminação decorativa desta época funciona como um statement e é um elemento-chave para a diferenciação da concorrência e aumento de footfall. É por isso que, de ano para ano, a iluminação merece cada vez mais relevância e investimento por parte deste sector.

 

Perpetuar o momento

Associados à decoração de luz surgem os espaços “instagramáveis”, que é como quem diz, espaços dedicados a fotos que se partilham nas redes sociais. A ditadura das fotos nas redes sociais faz crescer a relevância da criação de espaços decorativos exclusivos para esse fim, que atuam como recordações, marketing gratuito ou mesmo como recomendações de visita. É, por isso, que estes photospots se tornaram obrigatórios e é crescente o grau de exigência nos mesmos, havendo um planeamento, desde a sua génese, de como resultarão em registo fotográfico nas redes sociais.

Outras das formas de ativarmos um elo emocional relevante é através da criação de experiências, que perdurem na memória.

Convenhamos, Natal é família. Mas uma ida às compras com as crianças pode facilmente tornar-se num pesadelo. Ou temos um programa associado ou não será fácil conseguir domar os seus pequenos espíritos inquietos em espaços carregados de sacos, de estímulos e de pessoas.

Wolfgang Graff, CEO do Aldi Portugal

“Maturidade é a palavra certa para descrever a operação do Aldi em Portugal”