Formato hipermercado perdeu quase 1/3 do negócio em Espanha

Formato hipermercado perdeu quase 1/3 do negócio em Espanha

13 FEVEREIRO 2018
De 2001 a 2017, os hipermercados perderam representatividade nas vendas de produtos de grande consumo em Espanha. Dos 19,1% de 2001 passaram a concentrar apenas 13,3% em 2017.

Os dados da Kantar Worldpanel mostram, assim, que o formato hipermercado perdeu quase um terço do seu negócio, o que estará na base do facto destes operadores estarem a apostar, cada vez mais, na abertura de novos conceitos de loja, designadamente de proximidade.

De facto, indica a consultora que estas lojas são as preferidas de seis em cada 10 consumidores espanhóis. São o segundo motivo de compras mais citado pelos “shoppers”, apenas atrás da relação qualidade/preço e muito acima da qualidade dos produtos, da limpeza, da variedade das marcas, da oferta ou do estacionamento. “Valorizamos a qualidade, mas não a qualquer preço, e a proximidade, o que explica a queda dos formatos longe dos dos centros urbanos, como os hipermercados”, indica Florencio García, diretor de Retail da Kantar Worldpanel em Espanha.

Os supermercados espanhóis estão a concentrar cerca de 60% dos gastos em grande consumo.