10 tendências do comércio eletrónico que irão afetar os retalhistas em 2018

14 DEZEMBRO 2017
O renascimento do retalho físico está no topo da lista das 10 principais tendências que irão afetar os retalhistas em 2018, de acordo com a Absolunet, uma agência e integrador de comércio eletrónico. O impacto das tendências será sentido em toda a cadeia de abastecimento, pelos fabricantes, distribuidores, retalhistas e consumidores.

Está a surgir uma nova geração de lojas de retalho. Os  retalhistas online ("pure players") irão crescer a sua pegada física, ao mesmo tempo que os consumidores continuam a dar importância à versatilidade e profundidade das compras online e à conveniência de comprar, recolher e devolver produtos na loja. Os operadores de retalho físico  digitalizarão a sua infraestrutura física e começarão a explorar novos recursos e formatos da loja com base na experiência e conveniência do cliente, com um forte sabor digital.

Outra das tendências é a chamada “consumerização” do B2B, assim como a realidade aumentada, que passará de novidade para se converter num motor de vendas.

“Research online, purchase offline” (ROPO), ou pesquise online, compre offline, é a nova medida do sucesso digital de um retalhista, que poderá, mais que nunca, saber quais cliques levaram a vendas na loja.

As compras através de  dispositivos móveis vão ultrapassar as feitas em desktop, já que o maior desafio do comércio móvel – o pagamento – tornar-se-á precisamente no seu maior recurso.

A inteligência artificial irá criar a experiência perfeita para o cliente, com a compra a ser personalizada e otimizada para todos os consumidores.

A Absolunet indica ainda que a Amazon será um elemento omnipresente em cada plano de negócios de comércio eletrónico em 2018 e que a voz mudará o e-commerce para sempre. Em 2018, os consumidores falarão para os seus dispositivos e usarão a voz para fazer compras como nunca antes.

Em contrapartida, as buscas de produtos baseadas em imagens serão consideráveis, em 2018, essencialmente alterando a própria natureza da "pesquisa".