Receitas do Grupo Deutsche Post DHL crescem 7,3% no primeiro trimestre

19 MAIO 2017
O Grupo Deutsche Post DHL registou um aumento significativo das receitas no primeiro trimestre de 2017, tendo igualmente conseguido melhorar os seus resultados operacionais.

No total, as receitas do grupo subiram mais de mil milhões de euros, para um total de 14,9 mil milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de 7,3% face ao desempenho verificado no mesmo período do ano anterior.

A boa performance nos primeiros três meses do ano ficou espelhada em outros indicadores. Analisando o EBIT, o grupo obteve um total de 885 milhões de euros (mais 1,4% face ao período homólogo), traduzindo-se no trimestre mais forte da sua história. “Depois de um ano recorde, em 2016, a tendência de crescimento tem continuado no Grupo Deutsche Post DHL este ano. Registámos crescimento em todas as quatro unidades de negócio do grupo. A nossa estratégia está a resultar e estamos confiantes de que vamos atingir os nossos objetivos para 2017”, explica Frank Appel, CEO do Grupo Deutsche Post DHL.

Para suportar o contínuo crescimento da atividade nas quatros unidades de negócio, o grupo investiu nos primeiros três meses do ano 334 milhões euros. Entre os investimentos que foram realizados destacam-se a aposta na rede de bicicletas elétricas, a expansão dos hubs regionais e globais da DHL Express e a continuação na modernização e expansão da frota de aviões.

Analisando os resultados pelas quatro unidades de negócio, e embora todas elas tenham registado um crescimento, em termos de receitas, há a destacar o desempenho da DHL Express. As receitas desta unidade cresceram 13%, em termos homólogos, e os resultados operacionais (EBIT) avançaram 11,5% no primeiro trimestre de 2017.

No que diz respeito aos resultados líquidos consolidados do grupo, os números do primeiro trimestre ficaram ligeiramente abaixo (-0,9%) dos níveis verificados no mesmo período do ano passado. No primeiro trimestre de 2017, os resultados líquidos consolidados cifraram-se nos 633 milhões de euros, o que compara com os 639 milhões registados no mesmo período de 2016. Esta descida ligeira justifica-se pelo aumento dos impostos.

Sobre a evolução esperada para os próximos meses, o Grupo Deutsche Post DHL espera que a economia mundial cresça moderadamente em 2017. Depois de um primeiro trimestre positivo, o grupo mantém as suas metas para aumentar o EBIT para perto de 3,75 mil milhões de euros. Além disso, a previsão aponta para que os lucros operacionais cresçam em média 8%, anualmente, entre o período de 2013 e 2020.

Ainda em relação à estratégia delineada até 2020, as principais metas foram já atingidas, sendo que todas as quatro unidades de negócio estão bem posicionadas para alavancarem oportunidades de crescimento. O grupo está a conseguir expandir a sua divisão “parcel” nos mercados internacionais (incluindo Portugal e Espanha) e introduziu novas soluções na DHL Express para conseguir capitalizar o crescimento no setor do comércio eletrónico. “A nossa equipa geriu a primeira parte da Estratégia 2020 de uma forma bem-sucedida. As nossas medidas estratégicas estão já a gerar retorno. Ao mesmo tempo, vamos continuar a trabalhar para expandir a nossa liderança no mercado global. Estamos a desenvolver soluções inovadoras, a explorar novos campos de negócio e alavancar as oportunidades em torno do mundo digital. O nosso grupo está já bem posicionado para atingir os objetivos estratégicos e financeiros para 2020”, afirma Frank Appel.