O supermercado do futuro

8 FEVEREIRO 2017
Batizado como “supermercado do futuro”, a Coop Itália inaugurou no passado mês de dezembro este supermercado no bairro Bicocca Village, em Milão.

Este modelo foi experimentado durante a Expo Milão, em 2015, desenvolvido pela Accenture e pela Avanade e desenhado por Carlo Ratti, arquiteto, engenheiro e professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Este ponto de venda, que tem uma área de 1.000 metros quadrados, vende cerca de 600 referências e representa um investimento de 4,5 milhões de euros. Apesar de, por enquanto, os números de vendas serem encorajadores, em função da sua evolução, o modelo poderá ser aplicado a outras cidades italianas.

A loja, que usa a tecnologias Cloud e sensores de reconhecimento gestual da Microsoft, “parte da ideia de que os produtos podem contar histórias. Estamos a tentar que as tecnologias nos ajudem a redescobrir a cadeia alimentar. Penso que os supermercados podem ser espaços de experiência e não apenas um local onde se vendem produtos. No futuro, vamos considerar cada vez mais as compras como uma experiência”, explica Carlo Ratti.

“Ao escolher produtos frescos, vamos sempre gostar de entrar num lugar físico onde podemos tocar e cheirar. Desenvolvemos o conceito de 'supermercado do futuro' pensando nos velhos mercados onde as pessoas trocavam tanto produtos como ideias. Como muitas vezes acontece com as novas tecnologias, podemos experimentar com o futuro olhando para o passado”, conclui o professor do MIT.

Veja aqui o vídeo do conceito: